Home / O Projeto

O Projeto

Porque se chamava Brasil, também se chamava sonho! E, como se sabe, sonhos não envelhecem…

No triênio de 2006 a 2008 o maior país da América Latina surpreendeu o mundo anunciando, comprovando e produzindo, em cada respectivo ano, um óleo oriundo de um modelo inovador e revolucionário de exploração e produção: o petróleo presente além da camada de sal, a aproximadamente sete mil metros do nível do mar. Esse fenômeno, viria a ser chamado de “pré-sal” que tinha (tem e terá) perspectivas de mudar o país para sempre.

Para se ter uma pequena ideia, em termos de reservas, o Brasil pode saltar dos atuais 16 bilhões de barris de óleo equivalente (boe, i.e óleo + gás) para algo que passe os 100 bilhões de boe, entrando para o seleto clube dos cinco países com maiores reservas de petróleo do mundo.

É ótimo ter tão boas perspectivas e é incrível que os brasileiros e brasileiras possam sonhar com os benefícios trazidos por um mercado tão importante. Entretanto, é preciso cautela. O ouro negro não é uma matéria prima qualquer, e explorá-lo requer muito cuidado, tanto político-econômico quanto socioambiental!

O petróleo em si não pode ser só produção. Não pode ser somente buscar o óleo ou gás em algum lugar e entregar à demanda ou ser tradado como uma commodity qualquer que trará dinheiro imediato. Por mais que tenha uma liquidez enorme e tamanha importância no mercado global, o petróleo quando tratado como panaceia pode trazer mais desastres do que sucesso.

Há de se ponderar, portanto, sobre as consequências desse negócio, desde os impactos ambientais até a saúde ocupacional dos trabalhadores e trabalhadoras envolvidos. Deve-se considerar os ensinamentos históricos como a doença holandesa, as crises do petróleo e as próprias disputas geopolíticas mundiais.

E nada melhor que a exposição e o confronto de ideias, de maneira dialética e respeitosa, para entender com mais acerto esse mundo que nos cerca.

Para tanto, o Diálogo Petroleiro busca ser um projeto progressista buscando lançar mão de um conteúdo que vai desde entrevistas e artigos próprios, até notas e notícias relacionadas ao desenvolvimento nacional sob o viés da nova guinada do mercado petrolífero nacional.

Este será um canal para ratificar a importância do petróleo como indutor do desenvolvimento do Brasil, bem como servirá para reafirmar a defesa dos interesses e da soberania nacionais na geopolítica mundial e na garantia de investimentos em inovação, educação, saúde, cultura e meio ambiente a fim de enfrentar as históricas desigualdades que assolam o Brasil e nos impedem de universalizar a cidadania social, conforme inscrita na Constituição Federal de 1988.

Assim, esse projeto – que é resultado de uma parceria entre o Brasil Debate e o Sindicato dos Petroleiros no Norte Fluminense – pretende debater com toda a população brasileira, como acadêmicos, sindicatos, movimentos sociais, políticos e civis, o conhecimento e as experiências sobre o Petróleo, assim como o pensamento de um futuro próximo que será construído com essa nova descoberta nacional.

E a chama de um sonho nacional de ver o Brasil com uma distribuição de renda igualitária, com baixa desigualdade social e com oportunidade a todos os cidadãos e cidadãs vai brilhar mais forte!

Equipe diálogo petroleiro.

Conselho Editorial

Tadeu Porto
Giorgio Romano Schutte
Ana Luíza Matos de Oliveira (coordenadora)
Davi Carvalho
José Augusto Gaspar Ruas
Pedro Rossi
Tezeu Freitas Bezerra
Francisco José de Oliveira