Home / Artigos / Breakout no Irã

Breakout no Irã

Marco Aurelio Pinto

 

Em 1967 os EUA forneceram para o Irã o primeiro reator nuclear do país – TehranResearchReactor (TRR)”, o qual continua operacional após modernização tecnológica com ajuda de firmas argentinas na década de 90. Três anos depois de “comprada” a primeira usina, o Irã assinou Acordo Internacional de Não Proliferação de Armas Nucleares na ONU.

Em 1974 o então Xá R. Pahlevi, aliado do ocidente, anunciou programa de expansão de geração elétrica termonuclear com meta de 23 GW de capacidade em 20 anos. O programa incluiu a construção de 23 usinas geradoras e unidades de enriquecimento de combustível, em modelo parecido com aquele adotado no Brasil à época.

 

Leia o artigo completo aqui 

Veja Mais

Alternativas para o setor petrolífero e para a Petrobras

Estudo parlamentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *